(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "//connect.facebook.net/pt_BR/all.js#xfbml=1"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk')); class="archive date unknown">

Vidz: UdJC – Sanidade

Atualmente residindo em São Paulo, a banda UdJC foi buscar em sua terra natal, Guaxupé/MG, o cenário perfeito para o seu primeiro clipe. A locação escolhida foi as ruínas do Palácio das Águias, um casarão de arquitetura instigante construído na década de 1930. Um pano de fundo que forneceu a ambientação ideal para emoldurar a loucura proposta pela banda em “Sanidade”. A música é a faixa de trabalho do álbum de estréia da UdJC, “Volume Morto”, prestes à ser lançado. A direção e edição ficou à cargo da Luciana Fac, da Luminária Filmes, com Zema Athayde na operação da câmera. Profissionais gabaritados que foram fundamentais para o excelente resultado obtido. Vale ressaltar também a eficiência do roteiro, insano e preciso, juntamente com a performance dramática da banda. Acertaram a mão!

Desova: Necro – Contact (Single/2015)

Necro_Single

O trio alagoano Necro vêm se destacando como um dos principais nomes do novo rock nordestino. Uma banda atual com os pés fincados no rock pesado setentista. E essa união do novo com o antigo juntamente com os vocais femininos cantados em português pela guitarrista Lillian Lessa deu um tempero especial na sonoridade. Enquanto não solta o próximo disco full, a banda tem lançado singles. Um split também está programado para o segundo semestre. Mas o primeiro lançamento da Necro de 2015 é a faixa “Contact”, um single grandioso de quase 7 minutos com várias mudanças de andamento, riffs black sabbáthicos e altas doses de lisergia. A arte da capa ficou por conta do Estúdio Cumbuca que fez um ótimo trabalho. Um aperitivo do que vem por ae. Ouça!

Vidz: Ludovic – Boas Sementes, Bons Frutos

Um clipe novo de uma banda que acabou. Parece estranho, mas não é, afinal trata-se de um momento de celebração. O Ludovic foi uma das bandas mais icônicas da cena independente brasileira. Estiveram em atividade de 2000 a 2008. Com o término, o vocalista Jair Naves seguiu em promissora carreira solo e os demais membros ingressaram em outros projetos. Chega 2015, ano que a banda completa 15 anos de fundação. Para celebrar anunciam um show, realizado no dia 20 de junho em BH e lançam o clipe em questão. A faixa escolhida foi “Boas Semente, Bons Frutos” presente no primeiro disco “Servil”. O vídeo contém imagens captadas de 2003 a 2008, registrando praticamente todas as formações pelas quais a banda passou. Uma boa amostra da intensidade que o Ludovic exalava em vida.

Desova: Motor City Madness – Dead City Riot (2015)

Motor_City_Disco

O segundo álbum dos gaúchos do Motor City Madness é a prova cabal que o rock brasileiro segue ativo e instigante. Se no mainstream o rock feito no Brasil é praticamente nulo, é no underground que ele mostra a sua força. “Dead City Riot” é um passo a frente na carreira dos caras. Musicalmente não houve grandes mudanças. Talvez umas pitadas a mais de stoner e metal somadas ao rock n’ roll punk garageiro característico da banda. Mas se o primeiro play era um apanhado do que seriam dois EPs, esse novo disco apresenta unidade e coesão. É uma obra fechada, onde a capa, letras e som estão interligados por uma espécie de fio condutor. O nome da banda já entrega muita coisa. Uma das principais referências é o rock de Detroit do final dos anos 60 e início dos 70. Stooges e MC5 fazendo escola. Já as temáticas passeiam pelo universo cinematográfico pós-apocalíptico, dos road movies e exploitations com estradas, carros, violência, sangreira gore, zumbis, sexo e putrefação. A capa mais uma vez é obra do Daniel Etê que soube captar o caos da cidade proposto no álbum. “Dead City Riot” é rápido e rasteiro, 11 faixas em 23 minutos de som e feito pra ouvir alto. Disponível aqui.